quarta-feira, 4 de maio de 2011

O pó da terra



Os campos já foram semeados.
Veio o arado,
a grade,
a semente.
Tudo misturado ao pó da terra.
A cidade, ao longe, está envolta numa névoa vermelha.
É a alma da terra, moribunda,
lentamente indo para o Céu.


Região do Planalto/RS, 1971

Nenhum comentário: